Entender a Diabetes

Diabetes Mellitus tipo 2

O que é?

A diabetes mellitus tipo 2 é a forma mais frequente de diabetes: 9 em cada 10 diabéticos são do tipo 2. Sendo também o tipo mais frequente de diabetes: cerca de 1 em cada 10 portugueses tem este tipo de diabetes. Esta patologia surge em qualquer idade, mas é mais frequente nas pessoas adultas com peso a mais. Neste tipo de diabetes, o organismo produz menos insulina e a insulina faz menos efeito (chama-se a isto "resistência à insulina"). É tratada com medidas de alteração do estilo de vida e comprimidos. Com o passar dos anos, o utente também precisa da administração de insulina.

Quais as causas?

Há duas causas principais que justificam a elevação anormal e descontrolada dos níveis de glicemia ("açúcar" no sangue), são elas:

  • A perda progressiva da eficácia da insulina, também designada de "resistência à insulina"
  • A diminuição anormal e progressiva da produção de insulina por parte do pâncreas

A resistência à insulina começa muito antes da diabetes aparecer. Tanto quanto se sabe hoje em dia, a sequência de acontecimentos é a seguinte:

    • Como resultado do estilo de vida e dos genes herdados, o organismo vai ficando progressivamente mais resistente à insulina, ou seja, a insulina deixa de "fazer efeito".
    • Para compensar, o pâncreas produz mais insulina. Com este esforço do pâncreas, os níveis de glicemia vão-se mantendo controlados e dentro de valores normais.
    • Em algumas pessoas, o pâncreas começa lenta mas progressivamente a falhar e a deixar de produzir a quantidade suficiente de insulina para manter a glicemia controlada.
    • Quando isto acontece, a glicemia sobe anormalmente e de forma descontrolada, dando origem à diabetes mellitus.

Não sabemos porque é que em algumas pessoas o pâncreas começa a falhar, mas sabemos que o excesso de peso, o aumento da gordura no organismo e a inatividade física aumentam a resistência à insulina e portanto são fortes fatores de risco e agravamento da diabetes tipo 2.

Quais os sintomas?

É muito importante estar atento aos sintomas da diabetes tipo 2 para que possa fazer o diagnóstico e começar a terapêutica o mais depressa possível. Os sinais de alarme que surgem de forma muito gradual são os seguintes:

      • Aumento da frequência urinária (que se torna mesmo muito frequente) - isto resulta da tentativa de os rins eliminarem o excesso de glucose (açúcar) na corrente sanguínea
      • Muita sede - causada pelo próprio açúcar e pelo aumento da frequência urinária, pois o corpo irá “pedir” para repor os líquidos perdidos
      • Cansaço - enquanto efeito da desidratação
      • Visão turva - os níveis de açúcar descontrolados podem originar a infiltração de um fluido nos olhos

Como se controla a diabetes tipo 2?

Se lhe foi diagnosticada diabetes tipo 2, existem várias medidas que pode adotar para controlar da melhor forma a sua diabetes, nomeadamente:

      • Optar por uma alimentação mais saudável
      • Ser fisicamente ativo
      • Perder peso
      • Tomar adequadamente a medicação para a diabetes
      • Reduzir a pressão arterial
      • Melhorar os níveis de colesterol

Avalia o risco de diabetes tipo 2 aqui

PT-DIA-00040 05/2019