Notícias

Isolamento social pode contribuir para o desenvolvimento da diabetes tipo 2

Esta semana, sugerimos uma notícia que explica a relação entre o isolamento social e o desenvolvimento da diabetes tipo 2, tendo por base um estudo da Universidade de Maastricht.

 

Investigadores da Universidade de Maastricht, na Holanda, analisaram 2861 individuos, com idades entre os 40 e os 75 anos, com diabetes tipo 2 para derterminar exatamente que características do isolamento podem estar relacionadas com a doença. Verificou-se que cerca de um terço da amostra foi diagnosticada com diabetes tipo 2 antes ou durante o estudo.

 

Para este estudo, publicado no BMC Public Health, foram recolhidas características sobre os seus grupos sociais através de questionário, tais como: dimensão do grupo de amigos, frequência de contacto com os pares e a distância entre o locam onde residem. Os cientistas verificaram que ter um grupo de amigos pequeno está altamente associado ao diagnóstico de diabetes tipo 2. Em adição, perceberam também que a proximidade de familiares, amigos e conhecidos faz toda a diferença: ter pessoas próximas diminui a possibilidade de diagnóstico de diabetes tipo 2. No caso especifico dos homens, viver sozinho pode desencadear o desenvolvimento da doença e, até mesmo aqueles que partilham casa, diminuem essa possibilidade.

 

Stephanie Brinkhues, principal autora do estudo, defende que a diabetes não é a única doença crónica associada ao isolamento social e que este este é apenas um fator que pode promover comportamentos que levem ao aparecimento de diabetes, como por exemplo o sedentarismo, alimentação pouco saudável, cuidados de saúde limitados, comportamentos desviantes, entre outros.

Fonte: https://zap.aeiou.pt/isolamento-social-pode-contribuir-desenvolvimento-da-diabetes-tipo-2-185081

DIAB-1101272-0148 01/2018