Notícias

Estudo diz que adoçantes aumentam o risco de diabetes tipo 2

De acordo com a notícia publicada no Jornal Observador e The Guardian, os adoçantes que muitas pessoas utilizam como substitutos do açúcar podem aumentar o peso e o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2. A conclusão é de um estudo da Universidade de Adelaide, na Austrália, que visa perceber se grandes quantidades de adoçante alteram a capacidade do corpo controlar os níveis de glucose no sangue. O estudo é reduzido mas surge no seguimento de pesquisas anteriores que estabeleciam uma ligação direta entre os adoçantes e o aumento de peso.

 

Como poderão verificar, alguns dos 27 voluntários saudáveis que participaram no estudo beberam o equivalente a 1,5 litros de bebidas ditas sem açúcar, na forma de cápsulas de dois adoçantes diferentes, sucralose e acesulfame-K. Tomaram as cápsulas três vezes por dia, durante duas semanas, sempre antes das refeições. O resto das pessoas do estudo tomava placebos. Os testes realizados ao final de 2 semanas indicavam que a resposta do corpo á glucose tinha sido prejudicada.

 

Os autores, que apresentaram os resultados na Associação Europeia para o Estudo da Diabetes, em Lisboa, explicaram que “este estudo suporta o conceito de que os adoçantes podem reduzir o controlo dos níveis de açúcar no sangue e destaca a possibilidade de valores exagerados de glucose nos utilizadores deste substituto, o que pode deixá-los suscetíveis a desenvolver diabetes tipo 2″.

Aconselhamos outros substitutos dos adoçantes, mais saudáveis e igualmente saborosos:

- Canela

- Baunilha (fava ou o extrato)

- Stevia

- Leite de Amêndoas q.b.

- Coco (óleo ou ralado) q.b.

DIAB-1101272-0093 09/2017